Vinho : deguste como Sommelier

Deguste vinho como um Sommelier

Beber e degustar são coisas diferentes. Acredite. Durante uma degustação, o vinho só é levado à boca no terceiro passo. Entenda as diferenças sobre degustar e beber – e saiba todas as etapas de uma degustação profissional!

Em primeiro lugar, é importante deixar claro que o ato de degustar um vinho, passando etapa por etapa, tem uma finalidade: a de fazer a avaliação técnica da bebida. Em qualquer momento de descontração, não há necessidade de cumprir todos os passos. Quer beber vinho como um Sommelier e saber como avaliá-lo tecnicamente?

 Aspecto visual do vinho

O primeiro passo de uma degustação – a análise do aspecto visual – indica as condições em que se encontram o vinho: se é turvo ou límpido, se tem cor intensa. A cor do vinho indica, de modo geral, a característica da uva, do método de produção ou da idade do vinho.

 Aromas do vinho

Além de ser uma das partes mais interessantes e aprazíveis de um vinho, os aromas da bebida indicam também a sua qualidade e o seu nível de complexidade.

Aromas primários: naturais da própria uva

Floral: Rosa, violeta, cravo, jasmim, madressilva, flor de laranjeira, flores secas ou murchas.

Frutas cítricas: Lima, limão, laranja e tangerina.

Frutas brancas e de caroço: Maçã, pera, marmelo e uva; pêssego, damasco e nectarina.

Frutas tropicais: Abacaxi, maracujá, banana, manga e melão.

Frutas vermelhas: Groselha, cereja, morango e framboesa.

Frutas negras: Ameixa, amora, groselha negra e cereja negra.

Vegetal: Pimentão verde e aspargo.

Herbáceo: Ervas, chá e menta.

Especiarias: Pimenta, tomilho, louro, cravo e noz-moscada.

Terroso: Terra, barro e cogumelos.

Mineral: Pedra, giz e petróleo.

Aromas secundários: originados no processo de vinificação

Fermentação malolática: Leite, manteiga e iogurte.

Segunda fermentação: Fermento, pão, levedura, brioche e bolacha.

Barrica de carvalho: Chocolate, grafite, tostado, tabaco, amêndoa, caramelo, café e mel.

Aromas terciários: desenvolvidos ao longo da evolução da bebida

Floral: Flores secas e flor de macieira.

Frutas: Frutas secas e em compota.

Frutos secos: Avelã, noz e amêndoa.

Balsâmico: Café e madeira (carvalho, pinheiro, eucalipto).

Animal: Pele de animal, couro, carne e caça.

Vegetal: Floresta, cogumelo e trufa.

Especiarias: Pimenta, alcaçuz, baunilha, alcatrão e cravinho.

Sabores do vinho

É nessa etapa em que, de fato, bebemos o vinho. Pode ser que os sabores sejam a repetição das notas aromáticas no paladar, mas isso não acontecesse necessariamente.

Estrutura do vinho

Além de sentir os sabores, é no paladar que avaliamos a estrutura do vinho: acidez, corpo, álcool, taninos e intensidade dos sabores.

Acidez: a presença de ácidos na composição dos vinhos pode ser percebida pelo paladar, causando salivação. A acidez do vinho pode ser qualificada como baixa, intermediária ou acentuada.

Tanino: polifenóis presentes na casca da uva, que são passados aos vinhos tintos durante a fermentação e que causam sensação de adstringência no paladar. Um vinho pode ser avaliado como pouco tânico, mediamente tânico, tânico ou muito tânico. Apesar disso, o tanino ainda pode ser avaliado como adstringente, fino, macio, redondo, granular e assim por diante.

Álcool: a avaliação do álcool não diz respeito à graduação alcoólica do vinho, mas à percepção de álcool pelo paladar. Se o vinho é equilibrado, não deixa transparecer a presença no álcool (ou se for servido na temperatura de serviço correta).

Corpo: analisar o corpo do vinho diz respeito ao peso que exerce sobre a língua. Ou o vinho é de corpo leve, de corpo médio ou encorpado. A comparação com leite desnatado, semidesnatado e integral torna-se bem didática.

Conclusão

Mais do que dizer se gostou ou não do vinho, o propósito é tirar conclusões objetivas sobre o vinho como “ele é um típico Cabernet Sauvignon do Chile?” ou “É um vinho equilibrado ou precisa de mais guarda para chegar a seu auge?”.

Gostou das dicas? Se desejar saber mais leia mais sobre vinhos aqui.

Entre no nosso site e encontre o Menu ideal para harmonizar com seu vinho favorito.