Como calcular a quantidade de comida necessária para o jantar?

Você decide fazer um jantar especial para celebrar uma conquista, comemorar uma data importante ou apenas reunir os amigos e familiares no final de semana. Afinal, como diz o ditado, nada melhor do que ter a casa cheia e a mesa farta, não é verdade?

Contudo, ao planejar os preparativos e decidir qual será o cardápio, você se depara com aquela dúvida capciosa: como calcular a quantidade de comida corretamente para seus convidados e evitar perrengues — pela falta ou excesso de alimentos — que cortem o clima do momento?

Foi pensando nisso que preparamos este post especial que vai ajudá-lo a fazer o cálculo da comida de forma simples e inteligente e, de quebra, tornar sua recepção memorável. Acompanhe e anote nossas dicas!

Defina a duração do seu jantar

A primeira dica é bastante simples: defina a duração do jantar. O motivo? É que, quanto maior ela for, maior será o consumo de comida. Para exemplificar, imagine que o seu evento inicie às 18 horas e não tenha um horário para acabar.

O resultado disso é que você terá que investir em mais entradas, mais sobremesas e muito provavelmente em aperitivos para complementar o cardápio da noite.

Isso tudo sem mencionar a cartela de bebidas que acompanhará as refeições e os momentos de conversa e entretenimento entre seus convidados. Por essa razão, estipule uma média entre duas a, no máximo, quatro horas, e busque segui-la à risca.

Tenha um número fechado de convidados

A segunda dica, por sua vez, é ter um número fechado de convidados. Isso porque perder o controle sobre quantas pessoas foram convidadas significa não ter um número exato ou sequer aproximado de quantas vão comparecer. E nada pior do que trabalhar com incertezas, não é mesmo?

Esse é um risco que você não deve correr, especialmente se pretende fazer uma recepção mais íntima, já que uma quantidade maior de presenças requer mais espaço, volume maior de comida, serviço de mesa etc.

Portanto, antes de qualquer coisa, pegue papel e caneta e faça uma lista com o total de pessoas que você pretende receber para o jantar. Dessa forma, será mais fácil se organizar e evitar surpresas e contratempos.

Pense em um cardápio completo

Outra dica importante e que, acredite, muita gente ignora na hora de preparar um jantar para os convidados é pensar em um cardápio completo. A razão disso é bem simples: ao servir uma entrada, suas visitas degustam pequenas porções que vão minando aos poucos o apetite e, de quebra, já iniciam o processo digestivo delas.

Dessa forma, elas tendem a comer menos no prato principal — o que permite uma refeição em menor quantidade. Para finalizar, a sobremesa arremata a noite e garante a satisfação de todos.

Ah, um macete que ajuda a potencializar a sensação de saciamento é investir na seguinte combinação: proteína animal acompanhada de carboidrato (o acompanhamento) para o prato principal e um doce (que contém um maior índice glicêmico) servido na sobremesa — visto que são nutrientes de fácil digestão e provocam uma saciedade mais rápida.

Estabeleça uma quantidade média de consumo

Independentemente do número de pessoas que você convidará, certamente será constante a dúvida sobre o quanto de comida cada indivíduo vai ingerir ao longo do evento. Uma das razões disso é que adultos consomem mais que crianças, pois permanecem em grupos se alimentando e bebendo enquanto conversam.

Já os pequenos, por outro lado, têm o foco em brincar e se divertir. Além disso, sempre há convidados que possuem um apetite maior, outros que têm ele reduzido e por aí vai.

É por esse motivo que é tão importante estabelecer uma média de consumo para ter como calcular a quantidade de comida necessária, pois isso assegura que, independentemente da faixa etária, da vontade de comer e demais fatores, todos vão estar satisfeitos ao fim do jantar.

“Mas como fazer isso?”, você deve estar se perguntando. Bem, o primeiro passo é entender que o consumo de duas crianças equivale ao de um adulto. O segundo, por sua vez, é que a quantidade de comida deve ser proporcional ao número de pessoas presentes acrescido de 15% — que é uma margem considerável para evitar que algum alimento falte ou sobre em excesso e seja desperdiçado desnecessariamente.

Portanto, supondo que você convidou 20 amigos e familiares, mas, desses, 4 são crianças, é como se houvesse, ao todo, somente 18 presenças. Dito isso, reunimos abaixo um valor médio a ser ingerido por convidado tanto para entrada, prato principal e sobremesa para você se inspirar. Basta pegar cada um deles, multiplicar pelo total de convidados e acrescentar, ao fim, os 15%. Fácil, não é?

Vale ressaltar, é claro, que você não precisa incluir todos no seu cardápio, mas sim um de cada tópico (ou dois do primeiro e do último, caso seja do seu interesse). Uma sugestão extra é contratar um chef de cozinha que se encarregue de preparar o menu e garantir que cada prato seja elaborado com o máximo de requinte e, principalmente, de sabor.

Entrada

  • sopa: 200 ml;
  • caldo (de legumes, carne etc.): 200 ml;
  • tábua de queijos (brie, gouda, provolone etc.): 100 gramas;
  • pão de alho: 5 unidades;
  • salada: 130 gramas;
  • bruschetta: 150 gramas;
  • carpaccio: 150 gramas.

Prato principal

  • massa (espaguete, lasanha, fettuccine etc.): 250 gramas;
  • proteína animal (carne, ave, peixe etc.): 200 gramas.

Acompanhamento

  • legumes (refogados, salteados, gratinados etc.): 50 gramas;
  • arroz (à grega, carreteiro, branco etc.): 100 gramas;
  • feijão (carioca, fradinho, tropeiro etc.): 100 gramas;
  • purê (de batata, macaxeira, mandioca etc.): 50 gramas;
  • farofa (de cebola, carne de sol, milho etc.): 50 gramas;
  • batatas (rústica, recheada, assada etc.): 100 gramas.

Sobremesa

  • petit gateau: 100 gramas;
  • pavê: 100 gramas;
  • sorvete: 1 bola;
  • pudim: 2 fatias de 80 gramas;
  • torta (ganache, holandesa etc): 2 fatias de 80 gramas;
  • mousse (de maracujá, limão, morango etc.): 2 fatias de 80 gramas.

Agora que você já sabe como calcular a quantidade de comida, não perca tempo e veja como fazer uma estimativa da quantidade de bebidas necessárias. Afinal, uma refeição majestosa sempre é acompanhada de um bom drink!

Aproveite também e assine já a nossa newsletter para conferir outras dicas e tornar suas recepções inesquecíveis!

  • Candida

    Boa tarde. Vou preparar um jantar q preciso servir carne, frango e peixe. Como calcular a quantidade de cada proteina?

    • Meu Bistrô

      Olá Candida, bom dia. Você seguir conforme abaixo
      Arroz – 50 g por pessoa (cru)
      Massas – 150 a 200 g por pessoa
      Queijos – 150 g por pessoa
      Camarão – 70 g por pessoa
      Carne e peixes – 200 g por pessoa
      Churrasco – 300 g por pessoa
      Docinhos – 5 a 6 por pessoa
      Bolo – 100 a 150 g por pessoa
      Sorvete – 1 kg = 20 bolas (uma bola por pessoa)
      Canapés – 4 ou 5 por pessoa
      Salgadinhos – 6 a 8 por pessoa, em caso de haver um jantar completo; se servidos apenas com o coquetel, 12 a 15 por pessoa
      Mini sanduíches: 5 ou 6 por pessoa
      Esperamos ter lhe ajudado, mas se ainda tiver duvidas, você pode contratar um de nossos Chefs para preparar o seu jantar.

    • Meu Bistrô

      Olá Candida, bom dia.
      Você pode seguir conforme abaixo:
      Arroz – 50 g por pessoa (cru)
      Massas – 150 a 200 g por pessoa
      Queijos – 150 g por pessoa
      Camarão – 70 g por pessoa
      Carne e peixes – 200 g por pessoa
      Churrasco – 300 g por pessoa
      Docinhos – 5 a 6 por pessoa
      Bolo – 100 a 150 g por pessoa
      Sorvete – 1 kg = 20 bolas (uma bola por pessoa)
      Canapés – 4 ou 5 por pessoa
      Salgadinhos – 6 a 8 por pessoa, em caso de haver um jantar completo; se servidos apenas com o coquetel, 12 a 15 por pessoa
      Mini sanduíches: 5 ou 6 por pessoa
      Esperamos ter lhe ajudado, mas se ainda tiver duvidas, você pode contratar um de nossos Chefs para preparar o seu jantar.