Tipos de culinária: que tal descobrir diferentes sabores?

Migrações, globalização, fluxo de receitas e outras formas de contato entre culturas facilitado pela internet, nos permitiu aproveitar de um imenso intercâmbio culinário pelo mundo. Hoje, é totalmente possível degustar dos pratos típicos japoneses no interior do Brasil ou mesmo a surpreendente cozinha árabe em regiões litorâneas.

Portanto, foi pensando nessa incrível troca de sabores que elaboramos este conteúdo com os tipos de culinária mais apreciados pelo mundo e por aqui. Continue acompanhando e confira!

Os tipos de culinária mais procuradas

O Brasil tem como uma de suas características a mistura de povos. Ao receber pessoas de todo o mundo, abrimos as portas para sabores incríveis e, muitos, até fazem parte do nosso dia a dia, mesmo não sendo tipicamente nacionais.

Obviamente, nossa comida também têm grande destaque, agradando não apenas os brasileiros, mas também turistas do mundo todo que nos visitam.

Fora isso, inovações e novas técnicas deram espaço para criação de pratos únicos e experiências gastronômicas incríveis. Vamos fazer uma viagem deliciosa e conhecer um pouco mais sobre alguns tipos de comida?

Árabe

Famosos pela sua panificação — a exemplo do pão sírio —, a cozinha árabe possui uma grande variedade de ingredientes, com grande destaque às especiarias, que são usadas tanto em pratos doces quanto em salgados.

Inicialmente, os hábitos desse povo se baseavam em trigo, cevada, tâmaras, carne, arroz e poucos produtos derivados do leite, similares ao nosso iogurte.

Foi com a miscigenação dos povos semitas indígenas e daqueles que habitavam a antiga Mesopotâmia, onde hoje se localiza o Iraque, que sua gastronomia ganhou mais diversificação.

A maioria dos pratos era, e ainda são, fervidos em água, cozidos no vapor e assados na brasa. Entre seus preparos mais populares aqui no país estão o quibe, tabule, esfirra, babaganuche, arroz sírio, homus e os assados de carne de carneiro e frango.

Oriental

A culinária oriental, mais especificamente a japonesa, é tida como um dos maiores exemplos de gastronomia saudável e balanceada. Apesar de muitos acreditarem que a sua cozinha se restringe ao sushi e sashimi — os famosos bolinhos de arroz com peixe cru —, a verdade é que há uma grande variedade de pratos, tanto doces, salgados, crus, cozidos ou fritos.

Por falar em fritura, o tempurá e o gyōza são os pratos fritos mais conhecidos por aqui. O tempurá consiste em legumes e camarões envoltos em uma massa leve de farinha de trigo e fritos em óleo quente. Já o gyōza (que também pode ser feito no vapor), se trata de um pastel levemente frito, recheado com carnes e legumes. Mesmo sendo de origem chinesa, a comida ganhou popularidade e consistência singular no Japão.

Na categoria dos pratos cozidos, não poderíamos deixar de fora o famoso lamen, uma versão asiática de uma sopa com macarrão, acompanhada de tofu, brotos de feijão, ovos cozidos e carne de porco.

E se engana quem acredita que não existe churrasco na região. Chamado yakiniku, o prato consiste em carnes grelhadas diretamente na mesa de quem fará a refeição.

Brasileira

É claro que não podíamos deixar de citar a cozinha brasileira nessa lista dos tipos de culinária mais apreciados no mundo. A gastronomia brasileira é rica, saborosa e diversificada, afinal, vivemos em um país continental e cada região possui seus próprios costumes e histórias que envolvem seus pratos típicos.

A colonização italiana e alemã no Sul deixou a tradição do churrasco, arroz carreteiro, salame de porco, chimarrão, vinhos, caldeiradas de peixes e tortas de maçã. Já na região Sudeste e Centro-Oeste o tutu de feijão, a feijoada, a moqueca capixaba e ensopados de frutos-do-mar ganham destaque. As sobremesas ficam por conta do doce de leite, bolo de fubá com goiabada e doces em calda.

No Nordeste, os pratos preparados com peixes e frutos-do-mar são típicos dos estados litorâneos, enquanto a manteiga de garrafa, a carne-de-sol e charque representam o sertão.

Nessa região há bastante influência da culinária africana, a exemplo do vatapá, sarapatel, caruru e moqueca tão presentes na Bahia. Por outro lado, a região Norte possui forte influência indígena, como o tucunaré, tacacá — sopa com tapioca, camarão seco, pimenta e um molho feito com mandioca e jambu —, tapioca, pato no tucupi.

Molecular

Você, provavelmente, já ouviu falar da gastronomia molecular, um tipo de cozinha que une culinária e ciência. O termo foi criado pelo físico Nicholas Kurti e o químico Hervé This, utilizando preceitos da química e física envolvidos no processamento de alimentos. Assim, a principal característica dessa culinária é o uso de texturas e sabores inusitados, como a preparação de azeite em pó e frituras feitas com nitrogênio líquido, por exemplo.

Muitos chefs têm aderido à gastronomia molecular. Contudo, para que ela fique de fato interessante, é necessário unir os cinco sabores: doce, salgado, azedo, amargo e umami.

Conforme citamos, os processos são os mais variados, desde a encapsulação de molhos, resultando em uma “explosão” na boca, até o uso de enzimas para realçar o sabor das carnes.

Mediterrânea

Culinária mediterrânea, ou gastronomia mediterrânea como também é chamada, começou em países da Europa, Ásia e África, especialmente Itália e Espanha, Grécia, Israel e Egito.

Essa forma de alimentação consiste em diminuir o consumo de gordura e aumentar o consumo de ingredientes naturais na vida cotidiana, especialmente a ingestão diária de peixes e outros frutos-do-mar, sementes oleaginosas, derivados de leite e cereais, legumes e óleos vegetais saudáveis, como o azeite ou óleo de coco.

Trata-se de um tipo de comida famoso por ser classificado como uma das dietas mais saudáveis do mundo. Isso porque, os alimentos citados acima compõe a base da alimentação desse povo, promovendo uma ótima qualidade de vida, alta resistência a doenças cardiovasculares, além de auxiliar no emagrecimento e fazer bem ao cérebro.

Contemporânea

A comida contemporânea é a culinária praticada hoje em grandes centros urbanos. Sua principal característica é a flexibilidade na preparação e apresentação dos pratos. Sua origem está na cozinha tradicional que conquistou o mundo: francesa, italiana, espanhola, portuguesa, árabe, oriental e brasileira.

Os bons entusiastas da gastronomia podem se beneficiar com essa inovação e consumir temperos, peixes, aves, leguminosas, carnes, frutas, laticínios a qualquer tempo, em qualquer lugar. Por esse motivo, a comida contemporânea também é a cozinha de mercado, buscando o melhor da estação e utilizando produtos no auge de sua frescura e exuberância.

Diante de tanto tipos de culinária, fica difícil escolher qual deles é o favorito. Cada estilo de gastronomia oferece uma viagem ao seu local de origem, nos proporcionando novos conhecimentos sobre as diferentes culturas, histórias e povos. Portanto, para decidir qual é o melhor, basta experimentar!

E para provar, nada melhor do que um chef especialista em cada um desses estilos para preparar pratos perfeitos. Saiba que é possível ter isso na sua casa ou no seu próximo evento. Entre em contato agora com o Meu Bistrô, contrate os melhores e mais renomados chefs e surpreenda seus convidados!